Pensando na Aposentadoria?

Da formatura a aposentadoria.

 

Foi uma loooonga caminhada! Mais de 20 anos. Teve  de tudo. Grandes amigos, desafetos, brigas, alegrias, lágrimas, grandes reportagens e reportagens bem chinfrim Passei um aniversário, sem ninguém saber que era meu aniversário, em uma acampamento de sem terras no Pontal do Paranapanema,Oeste Paulista.

IMG_1212.jpg

Tomei café, coado na hora, no barraco de uma favelada. Fui em festas maravilhosas e sentei em mesas, com tantos talheres e copos, que nem sabia como usar tudo aquilo. Escrevi, editei, pautei, gritei com repórteres, briguei com chefe e até comigo mesma. Briguei tanto ,que só de pensar, fico cansada. Tudo em nome do jornalismo.

Entrevistei a Rita Lee , Milton Nascimento, Cesar Camargo Mariano, senadores, deputados, prefeitos , vereadores e  gente que não lembro mais. Conheci entrevistado que virou namorado.Delegado que virou bandido,  e bandido, que tentou me convencer, que  era   santo.  E também  fui vítima. Um acidente de trabalho, em  agosto 1989, me derrubou. Duas cirurgias de crânio, uma de ouvido e 9 meses afastada do trabalho.

Sobrevivi.IMG_1211 (2)

Fiz guerra de guerrilha com José Maschio. Passamos várias rasteiras o jornalismo raso. Trocávamos as pautas que a Folha de São Paulo, onde ele trabalhava  e  Tv Coroados, afiliada da Globo ,  onde eu era produtora. O assunto que não interessavam, a uma, ou a outra empresa de jornalismo, virava notícia nacional nas nossas mãos. A Folha de São Paulo deu muita pauta da TV Coroados  e os jornais da rede nacional da Globo deram muitas pautas que eram da da Folha de São Paulo. Hoje, acho que isso não pode. As redações viraram um hospital. Tudo muito esterilizado.

IMG_0865

José Maschio,vulgo Gancho, Viviam a parceira dele e euzinha.

Com o faról olhando para trás  descobri que tudo passou muito rápido. Comemorei  6.0 nos braços dos amigos  em Londrina,os mais generosos do mundo.Sem Londrina, os amigos e o jornalismo não saberia quem sou. Celebrei a primeira senha preferencial. Aposentei o patrão.

Fui   buscar o meu benefício junto a Previdência Social, mais de 20 anos recolhendo. Processo rápido e simples, para quem tem todos os comprovantes de recolhimento. Eu Tinha.Feliz da vida, sem patrão, horários e compromissos ,comecei receber o meu benefício. Tudo Certo. Não!!!! Tudo errado.

Cometi  um pecado, ou um crime .Mudei e casei . Moro em Redwood City,  California, há 15 anos, sim na terra do Tio Sam!!!  Só por isso, pago pedágio para governo do PT e  presidente Dilma Roussef. Eles cobram de 25% de IR dos aposentados brasileiros que moram no exterior. #Brinjustoeimoral.

Mas isso é assunto para um outro post.

Até

 

 

A embaixadora brasileira do Vale do Silício

Eu morro de inveja  da  jornalista Lígia Aguilhar , que farejou e batizou Margarise Correa ,a  embaixadora das empresas brasileiras no Vale do Silício. Eu aqui, acompanhando  o trabalho da Margarise desde o começo, não vi, não farejei ,a embaixadora  que construiu uma ponte Brasil-Vale do Silício.

Margarise.conference.new

Margarise também é jornalista, saímos da mesma escola , Universidade Estadual de Londrina. Seguimos o mesmo caminho ,o telejornalismo. Nos encontramos varias vezes no chão vermelho, Paraná. Depois  trabalhamos na Globo Oeste Paulista, projeto pioneiro da Rede Globo, no interior de São Paulo. Eu em Presidente Prudente ela em  São José do Rio Preto. Como o mundo gira, e gira rápido,  desembarcamos na Califórnia . Eu em Redwood City a Embaixadora em San José.

No oeste americano,Margarise buscou uma forma de manter o vínculo profissional com o Brasil. Procurou uma organização  que juntasse  o ecosistema de profissionais  e empresas do  Vale do Silício, com interesse no Brasil, não achou.Criou a  BayBrazil em 2010 . http://www.baybrazil.orgBayBrazil33

O trabalho de formiga resultou  em um  time com 9 pessoas na diretoria da BayBrazil e 18 mentores apaixonados por tecnologia, e unidos   pelo sonho visionário,  de criar oportunidades  e fomentar o empreendedorismo. A organização tem um network com mais de 5 mil pessoas, brasileiros, americanos e gente do mundo todo,que mora no Vale do Silício e tem interesse no Brasil.12079623_1157223754307551_8384931680931980062_n

Margarise ao centro. Normal Winarski, vestindo, literalmente, a camisa da BayBrazil e Steve Ciesinsk-SRI

Margarise ao centro. Normal Winarski,co fundador da SIRI, vestindo, literalmente, a camisa da BayBrazil e Steve Ciesinsk-SRI

Brian Action- co fundador do WhatsApp no evento da BayBrazil em setembros de 2015

Brian Action- co fundador do WhatsApp no evento da BayBrazil em setembro de 2015.

Margarise Correa, se reinventou, trabalha exclusivamente, na BayBrazil, criando conexões,novos negócios, e abrindo espaço para os empreendedores brasileiros. Na conferência   Brazil in the 21 Century- setembro de 2015, lá estavam os  jovens brasileiros   no Startup Showcase. Foi uma delícia ver essa meninada mostrando  o  Brasil moderno,empreendedor e novo.12032275_1157228247640435_5838415733232812697_n

O trabalho e a visão do futuro ,transformaram a menina de Urupes, interior paulista , em uma profissional  de referência quando o assunto  é  Brasil.  A Universidade de Stanford, onde tudo acontece,   sabe quem procurar  e buscar informações ,sobre empresas, empresários, e inovadores brasileiros,  a embaixadora Margarise Correia.12072607_1157223734307553_4895811099746698688_n

Vivas para a nossa embaixadora alternativa!!!

Fotos:  Caroline Romancini

WhatsApp!! Tempo e liberdade para o inovadores

Conversa saborosa no Fireside Chat entre  Brian Acton co-fundador/ WhatsApp e Vicente Silveira LinkedIn/BayBrazil. O Vicente   é engenheiro de tecnologia,  mas deveria ser um repórter.Pura diversão!

IMG_0648

Brian e o sócio Jan Koum,  trabalharam juntos no Yahoo, pediram demissão, descansaram ,  depois pediram emprego no Facebook, foram recusados. Brian tentou emprego na Amazon.com, foi recusado e brincou “achei bom não gosto   do clima, do frio  e não queria mudar para Seattle”

Mal sabia ele, lá em 2009, que 5 anos mais  tarde, em 2014, o aplicativo WhatsApp, seria adquirido pelo Facebook, por 19 bilhões de dólares  . A Maior transação econômica da área de aplicativos, até hoje.

Não foi fácil, o Mark Zuckerberg  fez várias tentativas, caminhadas pelas trilhas  do Vale do Silício, jantares, conversas formais e informais…. Até que no dia 19 de fevereiro de 2014 o mister Zuckergerg chegou no número irrecusável, os tais 19 bilhões de dólares, muito zero pra minha cabeça……..IMG_0647

Hoje o aplicativo é mais popular no Brasil, do que no Vale do Silício. E tem explicação, usar celular no Brasil é muito caro, até para os padrões americanos.

Falei com o Brian  no evento da BayBrazil.

Perguntei o que o inovador precisa.

Fiquei impressionada com a gentileza,atenção e simplicidade  do bilionário. Saúde vida longa e muitos aplicativos pela frente.

Startup brasileira no Vale do Silício

Os brasileiros estão chegando e fazendo bonito. Durante o evento da BayBrazil,  um grupo de jovens empreendedores,  mostrou que o Brasil ,tem sim, oportunidades e opções, mesmo em  tempos de crise.

IMG_0644

Startup Showcase , BayBrazil conferência

A conferência da BayBrazil  aconteceu  no SRI International: Research & Development in Computing .  Uma ONG americana ligada a Universidade de Stanford .Margarise Correia é a organizadora e criadora do evento( vou escrever um post sobre o trabalho dela, só aguardar.)

Os brasileiros chegaram no Vale do Silício trazidos pela Apex – Agencia Brasileira de Promoção Exportação, +Innovators e Sebrae Nacional.

Consegui falar com o Fred Esteves da startup http://pagsaude.com.br/home/ empreendedor brasileiro, super jovem, que apesar  da correria e horários de embarque me deu atendeu super bem.

Me perdoem!! Ainda estou me acostumando a gravar entrevista com Ipad, Iphone…. e o braço insiste em balançar. O video tem 3’47” para quem gosta de tecnologia, empreendedorismo e brasileiro fazendo bonito, vale assistir.

https://cawww.youtube.com/watch?v=LeJ-R_L8YWg

Viva o Brasil  os sonhadores e inovadores. Sucesso!!! Fred Esteves.

salada,inovação e tecnologia

EATSA é o primeiro  fast food  de saladas orgânicas, e totalmente automatizado dos Estados Unidos . Claro, foi instalado em  São Francisco-Ca,  berço do empreendedorismo e inovação .

O restaurante sem garçon, caixa para pagar a conta, e dinheiro,  tem uma fila pequena, 8 minutos no máximo, até os terminais, onde o pedido e o  pagamento são feitos.  Só cartão de crédito.IMG_0633

eatsa4

Terminal para os pedidos.Acoplado na tela,a maquina do cartão de crédito

Pedido feito, o nome do cliente aparece num painel eletrônico instalado acima dos cubículos de onde saem as saladas.

IMG_0624

 O painel informa o  número do cubículo e nome do cliente. Dai como se fosse um passe de mágica,  aparece a majestosa salada orgânica, inovadora e tecnológica.Só tocar a tela, a porta abre e  chega a salada do futuro.

Tem um video sobre essa pequena operação aqui  a baixo. Imagem tremida.Culpa minha,  aprendendo lidar com aparelho que é  telefone, faz filme, toca música e confunde a minha cabeça 6.1.

Eu pedi uma sugestão da casa, “Bento salad”, mas cada  cliente pode criar o seu próprio prato. Como tinha fila e eu estava aprendendo não quis  inventar moda e criar o minha tijela de salada. Na real fiquei com medo da maquininha moderna.

Salada deliciosa, maravilhosa e saborosa. Quase comi  a tijela. Perguntei  para as pessoas ao meu lado, todas apertadinhas numa mesa pequena, sem excessão, só  elogios.

IMG_0627

Eu muito exibida, me apresentei ao pessoal do marketing e ao gerente. Pedi para ver a cozinha.A minha inocência  dói …… depois que a ficha cai. Claro, a cozinha é automatizada, cheia dos segredos tecnológicos e  diretos industriais, ninguém pode visitar. Entrar na cozinha só quem manipula os robôs.

E como aqui é aqui, e ninguém  pára  para almoçar, como nós no Brasil, a maior parte das pessoas se espalham e  almoçam rapidamente onde é possível sentar.

IMG_0632

Vale conhecer o lugar.

O futuro tem nome e endereço.

Ele, o futuro,  chega dia 31 de agosto de 2015 em San Francisco-CA.

Tem com cadeiras, mesas, computador, aplicativos, e quem diria ,fast food saudável. Será que isso existe???The-MediterraneanImagina um restaurante sem caixas, garçons,filas e espera.

O restaurante do futuro parece uma loja da Apple, super clean.

Vai uma confusão quando isso  chegar no Brasil. Não quero nem pensar.121_Spear.0.0

Nome do futuro

https://www.eatsa.com

endereçomap-a1992ab6e11130be81ff621942594c5c

Seja bem vindo.